segunda-feira, 9 de junho de 2008

Axiomas de Zurique

Contrapondo o post budista resolvi escrever sobre dinheiro. Os Axiomas de Zurique não é o tipo de leitura que normalmente me atrai. É um livro que trata de conselhos dos banqueiros suíços para investidores que querem ganhar muito dinheiro, tipo um guia para fazer fortuna especulando. Foi muito bem recomendado, então resolvi dar uma olhada. Vou compartilhar algumas coisas que achei interessante nas “regras infalíveis” dos banqueiros suíços para o sucesso nos investimentos. Os axiomas são classificados em 12 principais e 16 secundários, que segundo eles, se aplicam a qualquer tipo de negócio em qualquer lugar do mundo. O 1º axioma prega que preocupação não é doença, mas sinal de saúde. Segundo o livro, se você não está preocupado é porque não está arriscando bastante. Se você quer ganhar dinheiro especulando, corra mais risco, mas só aposte no que valer a pena e resista à tentação de diversificar investimentos. O 3º axioma é sobre a esperança, contraria o ditado “esperança é a última que morre”. Pelo contrário, fala pra não rezar se você sentir que o investimento vai afundar. Abandone-o, é o que recomendam os banqueiros. Não alimente esperanças, elas são ótimas, mas não fazem parte do instrumental de um especulador. O 6º axioma fala sobre mobilidade nos investimentos, defende que não devemos lançar raízes pois elas tolhem os movimentos. Quanto mais se procura pela sensação de conforto menor será o sucesso do especulador. Em operações que não deram certo, não se deve deixar apanhar por sentimentos como lealdade ou saudade. Por exemplo, prenda-se a pessoas, mas não a casas nem bairros e jamais hesite em sair de um negócio se algo mais atraente aparecer à sua frente. Mais um axioma fala sobre intuição, que só se pode confiar num palpite que possa ser explicado. Outro sobre padrões, defende que até começar a parecer ordem, o caos não é perigoso. Enfim, são regras estabelecidas pelos especuladores suíços para diminuir os riscos e aumentar os lucros de quem pretende se aventurar no mercado financeiro.

2 comentários:

Anônimo disse...

Eu li esse livro e achei interessante tb. Dá uma boa base para quem quer se aventurar em fontes alternativas de investimentos.

Entretanto algumas práticas deveriam ser melhor adaptadas pelo fato do nosso mercado ser bem diferente do deles.

abs
Cristiano

Roger Klafke disse...

É verdade Cristiano!

obrigado pelo comentário.

abraços
Roger